Enquanto eu viver, haverá esperança!

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Religiosidade ou espiritualidade, o que estamos vivendo?



 “Então um homem chamado Jairo, dirigente da sinagoga, veio e prostrou-se aos pés de Jesus, implorando-lhe que fosse à sua casa porque sua única filha, de cerca de doze anos, estava à morte. Estando Jesus a caminho, a multidão o comprimia.Lucas 8:41-42

Havia um homem de nome Jairo que estava com problema em sua casa: sua filha estava para adoecer e com isso ele foi buscar em Jesus uma esperança para esta causa.
Interessante é que este homem – diz a bíblia – era dirigente da sinagoga. Ele era o presidente da sinagoga, tinha a responsabilidade de interpretar a lei, decidir sobre questões legais, administrar a justiça, abençoar os casamentos e decretar o divórcio. Este homem era o grande responsável por transmitir a mensagem da sua religião, que por sua vez falava a respeito do mesmo Deus que Jesus pregava. Mas então por que ele foi buscar em Jesus a solução do seu problema? Quebrando assim seus princípios morais e protocolos de sua instituição religiosa.


A questão é que estamos vivendo uma religiosidade ou espiritualidade?

Religiosidade: Característica do que é religioso. Prestar cultos e seguir os dogmas da instituição.

Espiritualidade: É se relacionar com a divindade da qual presta culto. Não estar limitado aos dogmas da instituição. Transcender, ir além de nós mesmo através do relacionamento pessoa e divino.

Jairo conhecia Deus através das escritas da tora, mas não se relacionava com Ele. E Jesus veio pregar a mensagem de que por ele (Jesus) poderíamos ter um relacionamento com o Deus todo poderoso.

Espiritualidade é viver além de nós mesmo e buscar conhecer o Deus relacional, o que conhece nossos desejos, pensamentos, sonhos, enfim, que nos conhece por completo.

Religiosidade ou espiritualidade, o que você esta vivendo?

Um comentário:

  1. Victor, este é um ótimo tema para uma pregação! Deus te abençoe meu querido.

    ResponderExcluir